Comportamento estranho nos pets

Saiba algumas das causas e o que fazer em certos casos

Por Marisa De Lucia

Se você notar que seu cão está com um comportamento estranho, fique atento, pois essa mudança em suas atitudes pode ser derivada de fatores psicológicos, ambientais e alérgenos, entre outros.

cao-triste

Uma das principais causas que desencadeiam comportamentos compulsivos em cães é o estresse.

Os cães que ficam presos a correntes ou num canil, ou perdem o contato com algum de seus familiares, tendem a sofrer muito mais.

Mas mesmo os cães que vivem soltos, no convívio familiar, podem ficar estressados se não vivenciarem o mundo exterior. Eles precisam ver outras pessoas e outros animais para ficarem estáveis emocionalmente.

A primeira coisa a fazer, se o seu cachorro estiver tendo um comportamento compulsivo, é mudar sua rotina.  Passe a levá-los a passear, estimule-o a fazer exercícios e exagere nos carinhos para ele se sentir amado.

Mas, lembre-se de não fazer nada na hora que ele está tendo esse comportamento compulsivo. Espere o momento em que ele esteja tranquilo para iniciar atividades recreativas com ele.

Algumas vezes, o comportamento compulsivo de seu cachorro pode ser decorrente de um desequilíbrio químico dos neurotransmissores cerebrais. Nesse caso, além de atividades como caminhada, natação e brincadeiras, o veterinário poderá indicar medicamentos que podem ser necessários no tratamento.

A mudança da dieta regular também pode ser recomendada para tratar alguns casos de comportamento compulsivo em cães.

Por isso, fique atento aos sinais de seu cão e procure imediatamente um especialista.

Anúncios

Causas das coceiras

Confira algumas e saiba como lidar com elas

Edição: Marisa De Lucia

Todo cão acaba se coçando alguma vez no dia.

Procure observar e, se esta coceira não for constante, relaxe! Afinal, até nós humanos nos coçamos de vez em quando, não é mesmo?

coceiras-caezinhos.jpg

No entanto, se ele se coça várias vezes no dia e no mesmo local pode estar ocorrendo algum problema. Principalmente se você notar uma vermelhidão ou ferida.

É fundamental, nesse caso, levá-lo a um veterinário. Mas, antes, você pode observar o que pode estar causando esta coceira e tomar algumas medidas.

Confira algumas das causas de coceiras em cães:

ESTRESSE

Muitas vezes a coceira de seu cão pode estar ocorrendo por causa de estresse. Nesse caso, deve-se observar se ele não está sofrendo com isso.

ALERGIA

A causa mais frequente de coceiras em cães é a alergia, que se dá por vários fatores como:

  • Dermatite

Devido ao contato com substâncias químicas, por exemplo, o desinfetante com o qual você limpa o chão da casa.

  • Alimento

Alguns alimentos ou mesmo a mudança na ração pode causar coceira em seu cão.

  • Planta

Algumas plantas podem provocar alergias e outras, tóxicas, podem até causar maiores complicações.

Confira algumas delas na nossa matéria: portalpetshow.com.br/?p=515

  • Pulga

Geralmente, aplicamos antipulgas em nosso cão quando ele já está infestado. Mas o correto é fazer uma aplicação frequente para evitá-las.

  • Carrapato

A picada do carrapato pode acarretar doenças mais sérias, daí a necessidade de prevenção constante.

SARNA

Queda de pelo em algumas regiões do corpo do cão pode ser sarna. Nesse caso, o veterinário poderá indicar algum shampoo apropriado ou medicação.

INFECÇÃO

Alguma infecção na pele do cão pode, também, causar coceira. Uma delas é a Piodermite, que causa lesões na pele e exige tratamento com antibiótico específico para cachorro.

Por isso, fique atento e leve seu cão ao veterinário se notar que a coceira não passar com algumas medidas tomadas.

 

Frutas que podem fazer mal para seu pet

Confira algumas e fique atento!

Por Marisa De Lucia

Tem cão que é louco por frutas, não é mesmo?

Mas nem todas as frutas fazem bem para ele. E algumas podem até fazer mal para sua saúde!

cachorro-laranja

Confira algumas frutas que são proibidas para seu cão:

Uva

Entre as frutas proibidas, a uva é a pior delas, pois causa lesões renais graves nos cães, podendo levar a óbito.

Abacate

Possui uma substância tóxica chamada Persin que, além de causar problemas de gastrite em seu cão, se ingerida em certa quantidade, também, pode levar a óbito. E mais: ingerido em excesso, o abacate engorda e pode sobrecarregar o pâncreas.

Abacaxi 

Apesar de ser rico em Vitaminas B e B6, ferro, magnésio e tiamina, não é indicada por causa de sua acidez, podendo atacar o estômago de seu cão, principalmente, se ele tiver gastrite.

Carambola

Causam problema na função renal dos cães.

Laranja (para os que têm gastrite)

A laranja faz muito mal para cães que têm gastrite, pois pode atacar o estômago e piorar seu estado de saúde.

E lembre-se que sempre é importante perguntar ao veterinário sobre a introdução de frutas na dieta do seu cão em particular.

Isto porque alguns animais podem apresentar alergias ou certas reações quando consomem alimentos com os quais não estão acostumados.

E mais: o consumo exagerado de frutas pode acarretar em obesidade.

Poder nutritivo das frutas para os pets

Confira os benefícios de algumas para a saúde deles

Por Marisa De Lucia

A maioria dos cães adora comer frutas.

E o melhor é que, com exceção de algumas não recomendadas, elas fazem bem para sua saúde.

cachorro-frutinhasok

Confira, abaixo, os valores nutricionais e benefícios de cada fruta:

Banana

Rica em potássio, fibras e Vitaminas A e C, a banana ajuda na manutenção do sistema imunológico do pet e suas fibras auxiliam a função intestinal. Mas sirva sem casca e em pequena quantidade.

Caju

O caju contém Vitamina C e ferro. E, assim como a banana, auxilia na manutenção do sistema imunológico do cão. Sirva sem casca e sem caroço.

Caqui

Rico em Vitaminas C e E, fibras, fósforo, potássio, cálcio e carotenóides, o caqui fortalece o sistema imunológico, diminui o risco de doenças degenerativas e combate o envelhecimento precoce. Sirva com casca e em pouca quantidade.

Goiaba

Rica em licopeno, a goiaba reduz o risco de seu cão sofrer com hipertensão arterial e o protege contra o câncer. Rica em Vitaminas A, B e C, ferro, fósforo e polifenóis, possui forte capacidade antioxidante.  Sirva em pequena quantidade com ou sem casca.

Kiwi

Poderoso por possuir duas vezes mais vitamina C que a laranja, o kiwi também é rico em fibras, magnésio e diversos tipos de antioxidantes, capazes de proteger o seu pet contra o câncer. Auxilia no fortalecimento dos ossos e ajuda manter o sistema imunológico em alta. Sirva sem casca e em pequenas quantidades.

Laranja (para os que não têm gastrite)

A laranja é uma ótima fruta para ser consumida por seu cão, desde que ele não tenha gastrite. Possui Vitaminas, principalmente a C, antioxidantes, substâncias antiinflamatórias, antialérgicas e o protege contra o câncer. Além disso, é rica em fibras, previne o envelhecimento precoce, é anti-inflamatória e antialérgica. Sirva sem casca ou semente, mas com pele e bagaço.

Maçã

De alto valor nutritivo, a maçã contém Vitaminas B, C e E, fibras e pectina, que ajudam a controlar a glicemia dos animais e regulam seu intestino. Mas cuidado com o talo e as sementes, pois são altamente tóxicos.

Manga

Esta deliciosa fruta contém sais minerais, fibras, Vitaminas A, B e C e os carotenóides, que fortalecem o sistema imunológico, diminuem o risco de doenças degenerativas e têm alta ação antioxidante. Sirva sem casca e sem caroço e nunca ofereça ao seu cão quando ainda estiver verde, pois pode ser abortiva.

Melancia

Uma ótima opção de fruta, principalmente no Verão por ser fresquinha, a melancia é pouco calórica e rica em antioxidantes. É considerada uma boa fonte de nutrientes, capaz de manter nossos peludos hidratados nos dias quentes. Sirva sem casca e sem semente.

Melão

Excelente fonte de Vitaminas B6 e C, fibras, potássio, cálcio, fósforo e ferro, o melão previne danos às células e reduz o risco de câncer. Sirva sem casca e sem semente.

Mirtilo

O mirtilo, para quem não conhece, é uma fruta parecida com a amora, rica em antioxidantes. Além de favorecer a função neurológica e manter a imunidade do seu cão em alta, é ótima para prevenir o câncer. E mais: possui baixo teor de açúcar, não causando obesidade.  Pode ser servida com casca.

Morango

Rico em Vitaminas A e C e Complexo B, o morango melhora a função cerebral, tem ação antioxidante e diminui o risco de câncer. Além disso, tem poucas calorias e melhora a função cerebral, ajudando no aprendizado. Procure oferecer ao seu cão o morango orgânico.

Pera

Fonte de potássio, sais minerais e Vitaminas A, B1, B2 e C e niacina, a pera possui grande quantidade de fibras, que protegem o intestino de doenças inflamatórias. Esta fruta auxilia a saúde dos tecidos conjuntivos e ajuda a manter a imunidade do cão em alta. Mas, como no caso da maçã, cuidado com o talo e as sementes, pois são altamente tóxicos.